Câmara de Suzano adota novas medidas contra o coronavírus a partir de amanhã (20)

Um ato da Mesa Diretiva da Câmara de Suzano, composta pelos vereadores Joaquim Rosa (PL – presidente), Edirlei Junio Reis (PSD), o professor Edilei (primeiro secretário), e José Silva de Oliveira (MDB), o Zé Lagoa (segundo secretário), adotará novas medidas para evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19) no município. A partir de amanhã (20), servidores que tenham doenças crônicas ou sejam imunodeprimidos, tais como portadores de doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabetes, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico poderão se afastar do trabalho. Quando possível, prestarão serviço de casa (home office).

O ato da Mesa Diretiva também reduz o horário administrativo para o período das 10 às 16 horas. Ainda possibilita que os demais servidores da Casa de Leis realizem suas atividades em sistema de rodízio, desde que garantam o funcionamento das suas unidades. Orienta que os funcionários observem uma distribuição física de forma a evitar o adensamento no ambiente de trabalho.

O vice-presidente da Casa de Leis, vereador José Carlos de Souza Nascimento (PTB), o Zé Pirueiro, também participou da reunião para definição das medidas.

Anteriormente, um ato da Mesa Diretiva já havia tomado providências para conter o avanço do coronavírus. Desde segunda (16), o acesso à Câmara de Suzano está restrito apenas a vereadores; servidores e estagiários; terceirizados; profissionais da imprensa; assessores de entidades e órgãos públicos; fornecedores e empregados que prestem serviços no local. Também estão dispensados do trabalho os servidores com idade igual ou superior a 60 anos e atuam em regime de home office funcionários com doenças respiratórias crônicas ou com a imunidade reduzida; gestantes; e aqueles com filhos menores de um ano.

O documento anterior já havia suspendido a realização, nas dependências da Câmara de Suzano, de eventos coletivos, relacionados ou não às atividades legislativas, como sessões solenes, bem como eventos de lideranças partidárias e frentes parlamentares, visitas institucionais e a exposição histórica que é realizada pelo Legislativo no mês de abril, em comemoração ao aniversário da cidade.

Sessão

Na sessão ordinária realizada ontem (18), sem a presença do público, Joaquim Rosa destacou que as providências que estão sendo tomadas pelo Legislativo em relação ao novo coronavírus são para proteger a população. “São medidas para a preservação de todos”, disse.

O parlamentar adiantou que a Unidade Básica de Saúde da Vila Amorim/Vila Urupês, que receberá o nome de seu filho, “Vereador Marsal Rosa”, falecido em um acidente em 2015, quando estava em seu primeiro mandato, teve o evento de inauguração suspenso. “Tive uma conversa com o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL) e lá será instalado um centro estratégico do Covid-19, para atendimento de pessoas que manifestam sintomas da doença. Estamos prontos a abrir mão do que nos é importante para fazer o melhor para nossa cidade”, revelou.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*