“Visita das Bandeiras” vai à Santa Casa de Misericórdia e ao Instituto Anna de Moura

Categories

Os festeiros e capitães de mastro da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes cumpriram mais uma tradição, na tarde desta terça-feira, ao visitar hospitais e instituições, carregando suas respectivas Bandeiras do Divino. Momentos marcados por muita emoção.

Os festeiros Marcelo Braz e Sueli Moraes Braz visitaram a Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes, acompanhados dos padres Diogo Shishito, assessor eclesiástico da Festa do Divino, e Marcos Sulivan, do Santuário do Senhor Bom Jesus. Já os capitães de mastro Antônio José Mercado e Maria Auxiliadora Mercado estiveram no Instituto Anna de Moura, no Jardim Aeroporto III, em Brás Cubas, onde a cada ano os alunos fazem uma apresentação especial para louvá-las.

Na Santa Casa, foram visitados os três andares do hospital, como UTI Neonatal, o Pronto Atendimento e Pronto Socorro, Ortopedia, Neurologia, Qualidade, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), até chegar à capela da Santa Casa. O grupo de voluntárias da Associação de Voluntários da Santa Casa de Mogi das Cruzes (AVOSC), presidida por Mirian Nogueira do Valle, acompanhou toda a visita. “A fé é importante. A visita do Divino aumenta a fé nas pessoas, aqui, especialmente, dos enfermos, que estão sofrendo, e isso ajuda a acreditar, com exceção da ala da maternidade, onde as mães estão alegres com os seus bebês e pedem por proteção e mais bênçãos. A palavra conforta o coração de todos. É um remédio. Nós temos de viver acreditando em algo”, diz Mirian.  

Para o padre Shishito, a presença das Bandeiras e os festeiros têm uma grande importância espiritual. “O hospital é sempre um lugar de sentimento bastante delicado. A enfermidade, por qualquer que seja, da mais simples à mais complexa, nos trava no meio do caminho e é um momento em que se precisa de muita esperança. Para os pacientes, a fé ajuda no processo de recuperação e nos funcionários, que lidam o tempo todo com as alegria e tristezas do ambiente hospitalar, é também um consolo e um impulso para continuarem essa missão tão bonita, mas tão árdua que eles assumem com a profissão”, comenta o padre.

Bem emocionada, a festeira Sueli Braz fala que este momento “representa a renovação da fé”: “Quantas pessoas enfermas estão em busca de consolo. E nós pedimos ao Espírito Santo essa força e coragem. Mas nós ganhamos muito mais do que eles, porque representa tanto, e vemos que nós estamos bem e muitas vezes reclamamos por tão pouco e eles precisam muito dessa palavra de consolo e esperança, e o Divino Espírito Santo com a sua Bandeira, representa tudo isso.  

O Instituto Anna de Moura é voltado para o atendimento de crianças e jovens carentes da região de Brás Cubas. No período contraturno ao da escola, eles participam de atividades educacionais, profissionalizantes e esportivas. Além disso recebem alimentação e orientações religiosas.

A “Visita das Bandeiras” prossegue nesta quinta-feira (7/6), com a ida ao Colégio Objetivo, que inaugurou sua nova unidade, em César de Souza. O Instituto Pró+Vida São Sebastião também vai ser visitado.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*