Squizato apresenta moção de aplauso a servidores do Samu

Categorias

Apesar de enfrentar a falta de funcionários incluindo médicos e de equipamento de controle e de regulação totalmente defasados, a brava equipe de profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Ferraz de Vasconcelos permanece dando conta do recado no dia a dia. Em razão disso, o vereador Claudio Roberto Squizato (PSB) resolveu apresentar uma moção de aplauso pelos relevantes serviços prestados em prol da sociedade local.

            Com isso, o tributo em reconhecimento à eficácia, a rapidez e a educação com as quais os munícipes são atendidos pelo órgão poderá ser aprovado em única discussão na última sessão ordinária da Câmara Municipal nesse primeiro semestre na próxima segunda-feira, dia 24, a partir das 18h. Para Claudio Squizato, mesmo diante de tantas dificuldades operacionais, o pessoal do Samu se desdobra na sua missão diária de emergência para salvar vidas.

            De acordo com o texto, a lista de homenageados inclui o médico Ricardo Galleti de Moraes, o enfermeiro Ricardo Aparecido Botão, a auxiliar de enfermagem Elizângela Nunes de Assis, a telefonista atendente de regulação médica Elisangela de Melo Silva, o motorista socorrista Ricardo Amaral dos Santos e a responsável pela administração Nadia Calixto dos Santos. “Na realidade, são profissionais que dedicam a sua vida para assim salvar a do próximo”, comenta Squizato.

            O vereador ressalta ainda que o heroísmo da equipe do Samu deve ser reconhecido todos os dias, já que não é nada fácil manter o órgão funcionando com recursos financeiros próprios, tendo em vista, que há muitos anos a unidade não recebe nenhum repasse federal por ausência na prestação de contas por gestões anteriores e por não fazer pequenas adequações na sua estrutura física na sede na Rua Santa Catarina, 285, na Vila Romanópolis. A verba da União girava em torno de R$120 mil mensais.

                                                           Produção

            Somente de janeiro a abril deste ano, o Samu recebeu 3.125 chamadas resultando no envio de 2.002 ambulâncias sendo 1.870 delas de suporte básico e 132 do avançado. Além disso, no período, o órgão cancelou o encaminhamento de 429 ambulâncias e, infelizmente, registrou 358 trotes e 334 ligações por engano. Por fim, nos primeiros quatro meses deste ano, o pessoal do Samu resolveu duas ocorrências sem precisar mandar nenhuma equipe ao local de destino, isto é, transmitiu apenas orientações técnicas..

Por Pedro Ferreira, em 19/06/2019.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*