Manifestação “Fica Itaú” reúne cinco mil pessoas em Poá

Categorias

De acordo com a assessoria de imprensa da ACIP de Poá, a manifestação de hoje à tarde para a manutenção do leasing do Banco Itaú no Município de Poá, reuniu cerca de cinco mil pessoas.
Para o jornal Novo São Paulo que esteve fazendo a cobertura jornalística e sequer foi citada a imprensa poaense, não chegou a 1.500 o número de manifestantes. A grande maioria funcionário público. Confira o texto e as fotos:

A população de Poá respondeu positivamente à convocação da Associação Comercial e Industrial de Poá (ACIP) e lotou a Rua Vereador José Calil, na região central, durante manifestação da campanha “Fica Itaú”. Aproximadamente cinco mil pessoas estiveram na atividade. Juntas entoaram o hino nacional, soltaram balões e deram um abraço coletivo na unidade empresarial do Banco Itaú instalada na cidade.

Segundo o presidente da ACIP, Rodolfo Zaharansky Filho, o objetivo do ato público foi mobilizar os vereadores, secretários municipais, prefeito, entidades de classe e a população, buscando sensibilizar o banco a não encerrar as atividades da unidade empresarial no município. “O Banco Itaú é um grande amigo do município de Poá há quase 30 anos, e os impostos por ele pagos são responsáveis por 40% do orçamento da nossa cidade. Esse nosso importante parceiro tem sofrido diversas pressões externas para transferir sua sede para São Paulo e nosso objetivo é demonstrar que não queremos que ele deixe a nossa cidade”.

Ainda de acordo com Zaharansky Filho, sem o Banco Itaú o município de Poá não terá recursos financeiros para manter seus serviços essenciais, tais como o funcionamento adequado de creches, escolas, hospital, postos de saúde, entre outros. “Essa questão vai afetar Poá também de outras maneiras. De imediato na queda de arrecadação, ou seja, recursos que deixarão de ser investidos em políticas públicas na nossa cidade e, também, registraremos uma interrupção no desenvolvimento econômico. Quando enfrentamos este cenário é menos dinheiro circulando no comércio, é a interrupção da geração de emprego, é falta de investimentos em infraestrutura, entre uma série de outros fatores. Ou seja, a permanência do Itaú é de vital importância para Poá continuar registrando índices de avanço e crescimento”.

O banco Itaú está em operação em Poá desde 20 de março de 1992, contribuindo com o crescimento e desenvolvimento da cidade com os recolhimentos tributários devidos. Desde 2017, a Prefeitura de Poá luta para não perder quase 40% da sua arrecadação anual, referentes à operação do banco na cidade, tudo por conta de uma alteração na Lei Federal do ISS, que, por ora, após muitos esforços, encontra-se suspensa por medida cautelar proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*