Exemplo de descaso em Poá

Categories

O monumento alusivo ao “Brasil 500 anos” que foi construído em forma de uma pirâmide no ano 2000, na Praça de Eventos em Poá, data em que marca as comemorações da passagem dos 500 anos do descobrimento do Brasil, foi totalmente destruído neste final de semana. Já é a segunda vez que este monumento fica danificado. Na administração do ex-secretário de Cultura Douglas Aspásio ele também foi quebrado, mas ato contínuo ele mandou arrumar.

Parece que foi ironia do destino, neste último sábado, dia 27 de abril, estive fazendo reportagem durante o show gospel na referida praça e percebi o descaso da atual gestão, pois, não tinha o gradil protegendo o monumento e o mato estava tomando conta em seu entorno. Estava preparando uma matéria quando hoje deparei com o monumento todo quebrado, fazendo com que a água da chuva deste domingo penetrasse em seu interior, o que poderá prejudicar sobremaneira ainda mais o monumento.

Uma coisa é certa, é muita desconsideração, negligência, desprezo e desdém do corpo administrativo desta atual gestão. A culpa não só recai no prefeito que escolheu os secretários e assessores e, sim, de todos, principalmente o responsável pela secretaria municipal de Cultura que poderá responder por improbidade administrativa e prevaricação.

Brasil 500 anos

É um monumento em forma de pirâmide e no seu interior foi feita uma caixa de material próprio para durar mais de cem anos. Nesta caixa foram colocados fotos, jornais e outros documentos da época em que se comemoraram os 500 anos do descobrimento do Brasil, ou seja, 22 de abril de 2.000. Naquele dia também foram depositadas as fotos do próprio evento onde estiveram às autoridades e também alguns protestos de militantes partidários. O prefeito era o Dr. Roberto Marques e o presidente da Câmara o vereador Deneval Dias.

A ideia de se fazer um monumento alusivo aos 500 anos foi do cidadão poaense Boanerges Panão e o então secretário de Governo Aéssio Ramos Pinto colocou em prática e pediu ao prefeito que se fizesse uma lei municipal para marcar a data e, consequentemente, inaugurar o monumento do “Brasil 500 Anos”, no dia 22 de abril de 2.000 e que será aberto quando completar 100 anos; no dia 22 de abril de 2.100. Assim foi feito, quem viver verá!

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*